sábado, 21 de janeiro de 2017

video

TANTO  (Para Marcia Caspary com amor e luz)

E eu ao falar dela fico rindo à toa, com cara de bobo, encantado e agradecido por ter em minha vida o amor de minha vida inteira.

AI... quantos dias a sonhar onde ela estava, o que fazia, o que provocava seus sorrisos...

Sabe, o amor que eu tinha era tão grande que ele se disfarçava, sumia, se transformava... embora não a visse eu a sentia e sabia que logo na próxima ou na outra esquina ou na outra dimensão ou galáxia ela seria minha parceira para sempre...

Dei de ombros aos dias que passavam a correr, enganei o tempo, reguei, conservei... entendi que o amor compreende a falta, desenha a esperança e se agiganta de repente, quando ele é sincero, forte e incondicional...

Hoje vejo que tudo valeu a pena, hoje tenho um amor que me faz sorrir demais... e os problemas diante dele ficam tão pequenos, viram conversas em varandas... e se dispersam...

Com ele em meu peito não tenho medo de nada, escudo encantado da mulher amada que protege o sentimento com fidelidade e confiança... abençoado amor que resistiu a tudo, que mesmo quando estava mudo, escrevia nas estrelas... claro que estava escrito... claro...

Ai meu amor... meu sol, meu amor inteiro... minha canção que me deu duas músicas e uma outra família linda... e que abraçou meus três sonetos...

Te amo para sempre, amor tem que fazer rir... e gargalhamos desde quando nos reencontramos...


Parabéns... há braços de luz e amor... minha amiga, minha companheira, minha amante, parceira, minha flor d’alma.....

Nenhum comentário:

Postar um comentário