domingo, 25 de junho de 2017

solidão
pode ser
escolha
de cada um

solidão
pode ser
não se ter
escolha

solidão
é uma palavra
onde o vento
beija a espuma

enquanto isso
sentimentos
andam de gangorra
num parquinho
da esquina

é a escolha é minha

terça-feira, 20 de junho de 2017


eu acredito que olhar nos olhos fala mais do que mil palavras
eu acredito em abraços sinceros e laços eternos
eu acredito em amigos que mesmo sem se ver são presentes
eu acredito em parceria, companheirismo e lealdade
e tenho certeza que a vida é muito simples
e que a felicidade deverá com amor ser mais simples ainda...

sábado, 17 de junho de 2017

Confusões

Olhares beiram mares
lágrimas confundem águas
mágoas inundam praias
a solidão navega às cegas
ignorando tantos luares
a hora é quase certa
o tempo é quase fuso
minha certeza naufraga
o exato é tão confuso
Espumas

Vejo a tristeza que se espelha.
Ao ver minh‘alma que parte.
Felicidade é um fogo de palha.
Que queima, que provoca, que arde.

Mora comigo um hiato que teima em provocar.
Um abraço de esquina que não se esquece.
Vez por outra vens feito onda de mar.
Quebra, insinua e desaparece.



quinta-feira, 15 de junho de 2017

O andar do tempo no decorrer do tempo... 
tudo ao seu tempo... 
Há...

sexta-feira, 2 de junho de 2017



A fogueira não tem eira nem beira e não arde... 
nem o punhal que deveria ferir faz alarde... 
tem dias que a dor vem da calmaria... 
as vezes o momento exato é tarde... 
é salutar comer no jantar, alquimia...